Fone: (16) 3382 8282 / tatu@marchesan.com.br

“A agricultura do Zimbábue é emergente” – entrevista

Imprimir PDF

O Zimbábue assinou com o governo brasileiro uma parceria para receber US$ 98 milhões em máquinas, treinamento e capacitação técnica através do Programa Mais Alimentos Internacional. O Portal Agrolink entrevistou com exclusividade o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Mecanização e Desenvolvimento da Irrigação, Reston Justin Muzamhindo, no estande da Tatu Marchesan durante a 36ª Expointer no Parque de Exposições Assis Brasil (Esteio/RS).

Agrolink - Qual é sua expectativa sobre essa parceria com o governo brasileiro?

Reston Justin Muzamhindo – Estamos empolgados com essa parceria, em aproveitar a experiência do Programa Mais Alimentos, e queremos levar esse projeto para a África e aumentar a produção de comida. Também queremos levar a tecnologia e a experiência do Brasil, que o levou a ser esse grande produtor de alimentos.

Agrolink - Vocês estão recebendo máquinas e dinheiro?

Reston Justin Muzamhindo – Nós esperamos receber máquinas do Brasil e também o treinamento para operar, bem como sua manutenção.

Agrolink - E quanto você espera receber dessa parceria?

Reston Justin Muzamhindo – Dessa parceria nós esperamos receber US$ 98 milhões em máquinas.

Agrolink - É um valor interessante, não é mesmo? O quanto isso pode beneficiar seu país?

Reston Justin Muzamhindo – A agricultura do Zimbábue é emergente. Nós temos um programa de redistribuição de terras, para diminuir as diferenças entre os produtores. É importante salientar que temos o mesmo tipo de clima e solo que o Brasil, então queremos nos habilitar para produzir alimento suficiente para o nosso país, além de exportar.

Agrolink - Essa é a grande expectativa?

Reston Justin Muzamhindo – Sim, é a grande expectativa. Devo lembrar que Zimbábue é um grande parceiro do Brasil, inclusive votamos no representante brasileiro para a FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação), pensando no bem da África, ao votar pelo Brasil.

Agrolink - Qual foi sua impressão sobre a Feira (Expointer) e a Tatu Marchesan?

Reston Justin Muzamhindo – É uma mostra muito empolgante. Pudemos ver coisas que podem ser usadas por grandes produtores, bem como o que os pequenos estão produzindo. No geral, ao visitar um grande número de empresas, percebemos que o Brasil possui qualidade, e ficamos impressionados com o nível que vimos aqui.

Agrolink
Autor: Leonardo Gottems
zimbabue
 
  • El Niño favorece mercado brasileiro de grãos
    [LEIA MAIS]

  • Tatu Marchesan inicia suas atividades na Expodireto Cotrijal 2015
    [LEIA MAIS]

 
 

Copyright © Marchesan - Todos os Direitos Reservados
Fone: (16) 3382 8282 / tatu@marchesan.com.br

site desenvolvido por TECHS